Questão 1

A história do espartilho 
O espartilho surgiu na história da moda no século XVI e era usado como um apoio que permitia uma modelação exata do corpo, principalmente do corpo feminino. Espartilho é um colete com laços, que tinha como objetivo a redução de volume na zona da cintura e dar delicadeza e distinção ao corpo. Geralmente, o objetivo era atingir a elegância de uma forma fina e com uma silhueta da moda. O espartilho normalmente tem corselete, que é um arnês para a parte do corpo acima da cintura. Tinha de ser bem inflexível e sólido, características principais do corset para reduzir a cintura e manter o busto elevado e apertado. Ao contrário do que muita gente pensa, os primeiros espartilhos não eram desconfortáveis e, a partir do século XVIII, as formas singelas da mulher voltaram a ser valorizadas. Nos anos 1920, os espartilhos ficaram ainda mais raros devido à cintura reta que se usava na altura. Nos anos 1950, o new look de Dior voltou a valorizar a cintura de estreita, mas usava apenas uma cinta de tecido elástico suavemente reforçada. No final dos anos 1970 e nos anos 1980, estilistas como Vivienne Westwood e Jean-Paul Gaultier excluíram o espartilho que acabou mesmo limitado à fantasia e ao fetiche durante o século XX. Atualmente, existem vários tipos de espartilho para usar debaixo da roupa ou para ser utilizado apenas sozinho, mas são essencialmente empregados como um apelo sexual.
 
Assinale a alternativa INCORRETA, de acordo com o texto: 
a)
b)
c)
d)
Carregando equações...
Já é cadastrado? Faça o Login!