Questão 10

(UEL) “Tudo na natureza age segundo leis. Só um ser racional tem a capacidade de agir segundo a representação das leis, isto é, segundo princípios, ou só ele tem uma vontade. Como para derivar as ações das leis é necessária a razão, a vontade não é outra coisa senão razão prática. Se a razão determina infalivelmente a vontade, as ações de um tal ser, que são conhecidas como objetivamente necessárias, são também subjetivamente necessárias, isto é, a vontade é a faculdade de escolher só aquilo que a razão independentemente da inclinação, reconhece como praticamente necessário, quer dizer, bom”. 

(KANT, Immanuel. Fundamentação da metafísica dos costumes. Tradução de Paulo Quintela. Lisboa: Edições 70, 1995, p. 47.) 

Com base no texto e nos conhecimentos sobre a liberdade em Kant, considere as afirmativas a seguir. 

I. A liberdade, no sentido pleno de autonomia, restringe-se à independência que a vontade humana mantém em relação às leis da natureza. 

II. A liberdade configura-se plenamente quando a vontade humana se vincula aos preceitos da vontade divina. 

III. É livre aquele que, pela sua vontade, age tanto objetivamente quanto subjetivamente por princípios que são válidos para todos os seres racionais. 

IV. A liberdade é a capacidade de o sujeito dar a si a sua própria lei, independentemente da causalidade natural. 

Estão CORRETAS apenas as afirmativas: 

a)
b)
c)
d)
e)
Carregando equações...
Já é cadastrado? Faça o Login!