Questão 8

(UFSC) "As lideranças rebeldes construíram um discurso híbrido, que envolvia expectativas milenaristas e religiosas fundidas ao descontentamento político e à rebeldia social. Um conjunto de fatores econômicos, sociais e culturais, concorreu para o desencadeamento desse tipo de revolta e para a formação de um corpo próprio do projeto rebelde (...) A intervenção do capital estrangeiro ampliou a crise social já existente no planalto. A oeste, a grilagem e a usurpação perpetradas por agentes da Brazil Railway e da Southern Brazil Lamber & Colonization que passaram a controlar praticamente todo o vale do rio do Peixe nos primeiros anos do século XX (...) Além disso, a implantação do transporte ferroviário levou à decadência o antigo comércio baseado nos caminhos de tropas, causando a depressão na região". MACHADO, Paulo Pinheiro. "Lideranças do Contestado". Campinas: Ed. Unicamp, 2004, p. 335. 
Tendo em vista o trecho acima, sobre a Guerra do Contestado, ocorrida entre 1912 e 1916, assinale V para a(s) alternativa(s) verdadeira(s) e F para a(s) falsa(s):
a)
V
F
o conflito só pode ser entendido pela complexa mescla de questões sociais, culturais, políticas e econômicas.
b)
V
F
se tratava de um banditismo comum que se utilizou dos símbolos religiosos para se proteger da ação da polícia, atacar os grandes proprietários de terra e arrebanhar o apoio dos caboclos.
c)
V
F
não havia nenhum problema social envolvendo a propriedade da terra, já que a região em disputa era composta de pequenas propriedades já consolidadas desde o século XIX. 
d)
V
F
o capital estrangeiro trouxe um grande desenvolvimento para a região ao criar novas rotas de comércio e retirar as populações do isolamento a que estavam confinadas.
e)
V
F
foi apenas um movimento messiânico motivado por um catolicismo popular entre os caboclos que esperavam a chegada de um salvador e por isso entraram em conflito com a igreja católica. 
Carregando equações...
Já é cadastrado? Faça o Login!