Questão 10

(CESGRANRIO

A linguagem e a vida são uma coisa só. Quem não fizer do idioma o espelho de sua personalidade não vive; e como a vida é uma corrente contínua, a linguagem também deve evoluir constantemente. Isso significa que como escritor devo-me prestar contas de cada palavra e considerar cada palavra o tempo necessário até ela ser novamente vida. O idioma é a única porta para o infinito, mas infelizmente está oculto sob montanhas de cinzas. 

(ROSA, João Guimarães. Grande sertão: veredas. Rio de Janeiro: José Olympio, 1956.) 

No fragmento, Guimarães Rosa enfatiza dois pontos: a peculiaridade das línguas de se modificarem ao longo do tempo e a necessidade de os seus falantes acompanharem essa evolução. No texto selecionado, o autor relaciona: 


a)
b)
c)
d)
e)
Carregando equações...
Já é cadastrado? Faça o Login!