Questão 4

Leia os versos abaixo, extraídos de “A divina quimera”, do poeta gaúcho Eduardo Guimaraens. 
 
“Um dia, alguém, uma ilusão que eu mal sofria, 
levou-me para o longe, abriu-me o vago, o mar. 
Era por um dezembro azul de nostalgia, 
um dezembro de névoa e sinos a dobrar. 
Lembra-a o meu sonho, agora. A essa hora de agonia, 
que dizia ao destino a voz da minha dor? 
Tudo ao redor de mim, era um adeus, partia... 
Só não partia da minha alma o meu amor!” 
Após a atenta leitura dos versos, aponte a alternativa que propõe uma leitura equivocada para eles: 
a)
b)
c)
d)
e)
Carregando equações...
Já é cadastrado? Faça o Login!