Texto: A Televisão no Brasil

A Televisão no Brasil

Em 1941, a NBC inaugurou a televisão na cidade de Nova Iorque, transmitindo da torre do edifício Empire State. Em 1946, no Brasil, o governo de Eurico Gaspar Dutra distribuiu as primeiras concessões, ao mesmo tempo em que lançou a pedra fundamental para a construção da primeira torre de transmissão brasileira. 

 

 

No Brasil, a televisão foi inaugurada em 18 de setembro de 1950. Chegou pelas mãos de Assis Chateaubriand, fundador do primeiro canal de televisão no país, a TV Tupi. Foram instalados vários aparelhos de televisão, espalhados pela cidade, para que a população conhecesse e entendesse o que era a TV, uma vez que a maioria das pessoas ainda não fazia ideia do que se tratava. 

 

Nesse dia histórico foi exibido um programa no formato de show, com a presença de vários artistas, como Hebe Camargo. Em 1951, a televisão ainda não contava com comerciais e propagandas. Os intervalos entre os programas eram preenchidos com musicais previamente filmados para que houvesse tempo para a troca de cenários. Na década de 1950, o horário da tarde era tomado por programas para o público feminino, e na década de 1960, a televisão brasileira se aventurou na produção de séries filmadas, seguindo o exemplo de algumas produções americanas. 

 

Em 20 de janeiro de 1951, A TV Tupi foi ao ar no Rio de Janeiro. Desde então, a televisão só se desenvolveu até se transformar no importante veículo de comunicação e informação que hoje ela é.

 

Quando pensamos em meios de comunicação, não há como deixar de pensar na televisão e na velocidade com que ela nos atinge. Ela é uma presença constante nos lares, nas empresas e nos espaços públicos. Todo momento recebemos informações, ao mesmo tempo em que somos entretidos por ela. 

 

A televisão é uma vitrine onde a arte, a cultura, a informação e o divertimento se alternam, de acordo com a preferência do público. Cada vez mais, a televisão procura se adequar ao perfil do homem moderno, levando até ele uma programação personalizada. Esse cuidado com a adequação se revela com relação a todos os tipos de público, pois cada um deles representa uma parcela importante de mercado. 

 

Em sua essência, a televisão é uma contadora de histórias. Ela é formadora de opiniões e dita comportamentos, fascinando com imagens e transportando o espectador para um mundo paralelo, onde a fantasia pode existir de maneira quase concreta. A força da TV também se faz presente na educação e na veiculação de conhecimento. Ela integra regiões distantes e aproxima pessoas de todos os lugares do mundo. Por meio da televisão, a tecnologia se rende ao homem, sendo produzida por ele e para ele.

 

 

Em Resumo

A história da televisão brasileira teve início em 1950, com a criação da TV Tupi no Rio de Janeiro. Em pouco mais de meio século de vida, muito já se fez. A partir do empenho de homens arrojados, ela abriu caminho para a arte, a cultura e a informação. O Brasil se destacou no cenário internacional pela qualidade de suas produções artísticas e pelo talento dos artistas. 

Já é cadastrado? Faça o Login!