Texto: Recursos Naturais

Recursos Naturais

Os recursos naturais são todas as riquezas existentes na natureza que são aproveitadas pela sociedade em suas atividades econômicas e no dia a dia, facilitando e melhorando a qualidade de nossas vidas. Tais recursos são extraídos da natureza em estado bruto, ou seja, necessitam de meios para ser plenamente utilizados, como equipamentos ou processos industriais.

 

Recursos Naturais: Identificação e Classificação

Existem diversos tipos de recursos naturais no planeta Terra capazes de serem explorados. Embora em grandes quantidades, muitos recursos naturais são finitos, isto é, não se renovam; logo, eles precisam ser explorados de forma racional, principalmente reciclando os materiais que são descartados após o uso.

 

Quais são os Recursos Naturais Disponíveis na Terra?

Possuímos, como recursos minerais, as bacias petrolíferas, as jazidas minerais, as florestas, o solo, o ar (vento) e os rios. Eles apresentam, em sua constituição, os meios necessários para que a vida dos humanos seja plena, satisfazendo suas necessidades do cotidiano.

 

Os recursos podem ser identificados como:

 
  • Minerais
 
  • Hídricos
 
  • Energéticos
 
  • Biológicos

Minério de ferro

 

Petróleo

 

 

Rio com queda d’água

 

Plantação de café

 

Cada recurso natural pode ser classificado como permanente, renovável ou não renovável. Essa classificação define as formas de uso e, principalmente, como utilizar, de forma sustentável, aqueles recursos que não são renováveis.

 

Classificação 

 

Recursos Naturais Permanentes

Esses recursos são permanentes e podem ser utilizados de forma irrestrita. A energia solar que chega até a superfície terrestre e os ventos são recursos naturais importantes para a existência de vida na Terra.

 

Atenção!

água também poderia ser considerada um recurso natural permanente. Entretanto, com a ação antrópica que degrada os recursos hídricos, ela deixa de ser permanente para ser constante, o que não quer dizer que podemos utilizá-la, pois a água contaminada não possui utilidade para o consumo humano. Por esse motivo, optamos por manter a água nos recursos naturais renováveis, pois pode ser recuperada e reutilizada, caso não esteja em boas condições. 

 

Recursos Naturais Renováveis

Esses recursos são renováveis, desde que seu uso seja adequado, podendo ser repostos pela natureza ou pelo próprio homem: vegetação, animais de consumo humano, solo e água. 

 

Hidrelétrica na Espanha – Europa

 

Recursos Naturais não Renováveis

Uma vez esgotados, esses recursos não podem ser repostos na natureza ou sua reposição é tão lenta que seriam necessários milhões de anos. Nesse grupo estão os minérios, de forma geral, o petróleo e o carvão mineral. Tais recursos são formados lentamente na crosta terrestre, sendo que a vida humana (em toda sua história) é incapaz de acompanhar o processo de reposição.

 

 Você Sabia?

O petróleo, que já foi chamado de ouro negro, alguma hora vai acabar, sobretudo em razão do elevado consumo. Muitas pesquisas (e previsões) já foram feitas, mas até hoje o petróleo está por aí, sendo utilizado e descoberto. O Brasil é um dos países que descobriram petróleo na camada chamada de pré-sal do oceano, aumentando as bacias de exploração. Certo é que o seu fim se aproxima, e alguns especialistas dizem que, caso nenhuma outra área de exploração seja encontrada, o seu fim ainda acontecerá neste século. Portanto, já é hora de substituir essa fonte por outra, ainda mais se pensarmos que a queima do petróleo libera gás carbônico e prejudica a atmosfera.

 

Fontes de Energia

As fontes de energia são importantes formas de aumentar a produtividade das atividades humanas. Além disso, na sociedade em que vivemos, é inconcebível pensar e viver sem as fontes de energia nos grandes centros urbanos, em face dos avanços tecnológicos. No século XVIII, período da Primeira Revolução Industrial, as fontes de energia eram oriundas essencialmente da força humana e dos animais, além da queima de madeira. 

 

Com o processo de industrialização e as novas descobertas minerais, bem como os avanços tecnológicos, o carvão mineral, o petróleo, a energia nuclear, o gás natural, a biomassa, a hidroeletricidade e outras fontes alternativas, a exemplo do vento e do sol, foram sendo incorporados nas atividades humanas, substituindo e potencializando a energia utilizada na produção industrial, na locomoção, entre outras.

 

Energia Hidráulica

A energia hidráulica é produzida pela força das águas correntes obtida nos rios. São chamadas de usinas hidrelétricas e no Brasil, por exemplo, são a maior fonte de produção energética. Muitos afirmam que é uma energia limpa, porém, esquecem que, para formar as grandes barragens e inundar vários quilômetros de terra, o ambiente e as populações atingidas são prejudicados.

 

Energia Solar

É uma fonte pouco explorada, pois necessita de aporte tecnológico. No entanto, seu uso tem se popularizado, sendo que em alguns locais de grande incidência solar, é a fonte mais limpa de energia e sem custo (há apenas o da implantação e manutenção do equipamento).

 

Painel de captação e geração de energia solar (primeiro plano) e turbinas de geração de energia eólica (ao fundo)

 

Energia Eólica

A energia promovida pela ação dos ventos ainda é pouco utilizada. Precisa, assim como a energia solar, de tecnologia de ponta para ser colocada em funcionamento, mas é também uma alternativa limpa e inesgotável, pois as dinâmicas atmosféricas não param. É ideal para ser instalada em áreas de pouco povoamento e em alto-mar, aproveitando a força dos ventos.

 

Energia da Biomassa

Chamada de biomassa, devido à decomposição de material orgânico, a energia proveniente dessa forma de geração possibilita aproveitar os restos orgânicos que seriam lançados no solo para gerar energia a partir da queima do gás metano.

Ao fundo, locais de geração da energia proveniente da biomassa

 

Energia Fóssil

Essa forma de energia, a partir da queima do carvão mineral, do petróleo ou do gás natural, foi uma das primeiras utilizadas pela sociedade mundial, nomeadamente em relação à queima de carvão mineral. Ainda hoje, é uma das formas de energia mais empregada, mas é bastante poluente para a atmosfera.

Extração de carvão mineral

 

Energia Nuclear

Fonte de energia mais polêmica em virtude de sua periculosidade, a energia nuclear é obtida a partir do urânio, elemento químico com bastante energia em sua constituição. Apesar de não gerar poluentes, o lixo nuclear não pode ser reciclado ou reaproveitado, sendo necessário ficar estocado em local seguro. Qualquer vazamento da usina nuclear pode ser um grande perigo para o entorno do local onde está instalado.

 

Usina nuclear em Angra dos Reis (RJ)

 

Saiba Mais!

A energia gerada no Japão é basicamente oriunda de usinas nucleares. Após um forte terremoto, em 2011, a usina liberou radiação e expôs diversas pessoas à radiação. Além disso, contaminou a água, o solo e o ar da área próxima à usina com radiação altamente tóxica ao corpo humano. Após esse incidente, o Japão iniciou uma nova política energética baseada no desenvolvimento e uso de fontes alternativas e limpas, como as usinas eólicas e solares.

 

Energia Geotérmica

Ainda pouco conhecida e estudada, o calor do interior da Terra poderá, no futuro, gerar energia capaz de atender todas as demandas dos seres humanos. Esta forma de geração de energia, a princípio, não demonstra qualquer emissão que prejudique o planeta.

 

Energia Gravitacional

Com o uso da gravidade a partir do movimento das águas oceânicas e marés, essa forma de geração de energia é, ainda, muito cara, sendo que há apenas estudos sobre o assunto. No futuro, poderá ser uma das maneiras de obter energia mais utilizada no planeta.

 

A Ação Antrópica sobre os Recursos Naturais

O mundo contemporâneo exerce uma pressão muito grande sobre os recursos naturais, necessitando, cada vez mais, de extrair da natureza suas fontes de energia, seus minérios, usar a água, o solo etc. 

 

Essa pressão, ocasionada pela corrida econômica, resulta em degradação ambiental e escassez de recursos naturais ao longo dos anos, uma vez que o ritmo e o crescimento demográfico e econômico são tão acelerados que a população seria incapaz de recuperar a Terra em poucos anos.

 

Os ritmos da natureza são tão lentos que a própria vida de um ser humano não consegue perceber qualquer alteração significativa em nosso planeta, com exceção da recomposição vegetal de florestas. Mesmo assim, essa forma de manifestação da Terra leva anos e anos, demonstrando que os ritmos são diferentes e o homem precisa repensar sua forma de atuação no mundo, caso queira continuar a usufruir de suas riquezas.

 

Alteração significativa da paisagem, em virtude da ação antrópica sobre os recursos naturais

 

Em Resumo

Cada vez mais somos dependentes dos recursos naturais que a Terra nos fornece, utilizando-os como fontes de geração de energia e nas atividades humanas (agropecuária, indústria, comércio e serviços). Com o aumento do número de habitantes no planeta e os avanços tecnológicos, somo obrigados a extrair mais recursos da natureza com a finalidade de suprir nossas necessidades. Os recursos naturais, como vimos, são, em sua maioria, finitos; logo, eles se esgotarão em algum momento. Esse problema deverá ser resolvido por nós e pelas futuras gerações, pois o planeta leva milhões de anos para formar um determinado recurso natural, enquanto o homem o retira em poucos anos ou décadas.

Já é cadastrado? Faça o Login!