Texto: Produção Textual

Produção Textual

Este tópico é todo dedicado aos aspectos discursivos, ou seja, você vai colocar a mão na massa e escrever, praticando a escrita em uma proposta de produção de texto extraída de vestibular recente. Além disso, vai exercitar seus conhecimentos em questões discursivas propostas por vários vestibulares do país.

 

Leia a proposta da prova de produção de texto da Faculdade de Tecnologia (FATEC) e elabore seu texto:

 

Texto 1

 

Uma pesquisa da União Europeia, realizada com nações que lideram as maiores economias do mundo, colocou o Brasil como um dos países com maior tendência para o empreendedorismo.

 

A pesquisa, de julho de 2012, apontou que 63% dos brasileiros preferem trabalhar em um negócio próprio, enquanto o índice dos que preferem trabalhar como empregados ficou em 33%. O resultado deixou o Brasil em segundo lugar entre as nações pesquisadas.

 

Renato Fonseca, gerente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em São Paulo (SEBRAE-SP), afirma que nosso país passou por uma mudança na motivação dos empreendedores, indo da necessidade de sobrevivência para a identificação de uma oportunidade. “O que norteia a abertura de empresa no Brasil hoje é a oportunidade. O empreendedorismo por necessidade é frágil”, afirma. 

 

(Adaptado de: Daniel Tremel. Folha de São Paulo, 14 jan. 2013.)

 

 

Texto 2

 

Quantas vezes alguém teve vontade de largar seu emprego? Nesses momentos, a primeira coisa que vem à mente dessa pessoa é: “vou deixar o emprego nessa empresa e vou partir para o meu negócio próprio, daí não precisarei mais dar satisfação para ninguém e serei dono do meu próprio nariz”.

 

Porém, uma decisão por impulso leva o indivíduo a desconsiderar vários aspectos importantes, que podem fazer com que se tome uma decisão errada.

 

Muitos erram já em um primeiro momento, quando decidem investir em algo para o qual não estão preparados e que pode exigir muito mais de sua capacidade. Na sequência, onde ele irá se instalar, qual estrutura terá, com quem irá se associar, onde captar recursos financeiros adicionais etc. E com o negócio já em andamento, surgem outras dificuldades...

 

Aí bate a saudade dos tempos em que essa pessoa trabalhava para uma empresa. Lá o seu salário era depositado todo final de mês, tinha plano de saúde, férias, bonificações e nem precisava trabalhar tanto. “Eu era feliz e não sabia...”

 

Portanto, se alguém estiver pensando em se tornar um empreendedor, deve avaliar com cuidado todos os detalhes e exigências do novo empreendimento. Só valerá a pena se essa pessoa se sentir muito preparada para enfrentar todas as situações que poderão surgir no seu caminho.

 

(Nelson Fukuyama. Disponível em: http://www.catho.com.br/carreira-sucesso/colunistas/nelson-fukuyama/vale-a-pena-largar-oseu-emprego-e-ter-um-negocio-proprio. Acesso em: 7 fev. 2014.)

Já é cadastrado? Faça o Login!