Texto: Independência

Independência

Os escoceses votarão para decidirem se querem ou não continuar fazendo parte do Reino Unido, se querem ou não a independência. Apesar de ser um processo civilizado, sem derramamento de sangue, não será uma decisão fácil, pois há uma série de fatores que devem ser levados em consideração e colocados na balança. Será que vale ou não a pena essa independência? Vejamos o que diz o texto a seguir.
 

Reading Time

Scottish independence will leave rest of Britain ‘diminished’, former army chief warns
 
By Georgia Graham, Political Correspondent
 

1st  attalion Scots Guards parade down the Royal Mile in Edinburgh
Photo: PA
 
Losing ten per cent of the armed forces if Scotland becomes independent will leave Britain a “less secure” and “diminished” nation, the former Chief of the General Staff has warned. 
 
General Sir Mike Jackson, chief of the general staff from 2003 to 2006, echoed comments by Admiral Sir George Zambellas that independence would “greatly weaken” the effectiveness of the Royal Navy. 
 
Lord West, a former First Sea Lord, has also said that Scottish independence will damage Britain’s defence forces. 
 
If Scotland votes in favour of independence in September, an estimated one in 10 of British forces would be lost on top of substantial cuts to the armed forces in recent years. 
 
Bolstering the army to current levels post-independence would cost the remaining United Kingdom billions. 
 
General Sir Mike, the former head of the British Army, warned this would be lead to an “inevitable” diminution of that defence capability given an independent Scotland. 
 
“That land mass is no longer is an integral whole of the mainland Britain, the defence facilities which are currently in Scotland are of course on a Union basis and they are very important.” 
 
Speaking on a BBC documentary, he said: “Measured in terms of the military capability which will rest with a diminished United Kingdom yes, it will be less.” 
 
His comments come just a day after the MoD announced that 800 shipbuilding jobs on the Clyde would be safeguarded by a £348 million contract to building three Offshore Patrol Vessels for the Royal Navy. 

General Sir Mike is the latest senior military figure to speak out about the impact Scottish independence will have on Britain’s security. 
 
Admiral Sir George Zambellas, the First Sea Lord, warned that independence would damage “the very heart” of Britain’s maritime defence forces. 
 
Philip Hammond, the Foreign Secretary and former Defence Secretary said the division of military assets in the case of independence “would be damaging to the residual UK as well as to Scotland.” 
 
He added: “The crucial thing to remember about the current defence of the UK is that there is no separate Scottish bit as the nationalist sometimes try to suggest, it is organised on a whole UK basis and if we stopped doing that we would need a different mix of services a different construction and it would take some time to work through.” 
 


Reading Analysis

Top 10 Vocabulary

  • Former – ex, anterior
  • Warn – avisar, previnir
  • Diminish – diminuir
  • Bolster – sustentar algo
  • Assets – bens
  • Foreign – exterior, estangeiro
  • Weaken – enfraquecer
  • Damage – dano, prejuízo
  • Remain – ficar, permanecer
  • Mainland – continente, terra firme
 
 

Thematic Vocabulary

admiral - almirante
air force - força aérea
allied forces - forças aliadas
armed forces - forças armadas
army - exército
artillery - artilharia
attack - ataque
battery - bateria
battle - batalha
bomb - bomba
camouflage - camuflagem
captain - capitão
casualties - baixas de guerra
ceasefire - cessar-fogo
civilians - civis
colonel - coronel
combat - combate
commander - comandante
conflict - conflito
enemy - inimigo
explosion - explosão
general - general
grenade - granada
helicopter - helicóptero
hostilities - hostilidades
human rights - direitos humanos
humanitarian aid - ajuda humanitária
injured - ferido
invasion - invasão
lieutenant - tenente
military - militar
military base - base militar
military intelligence - inteligência militar
mine - mina
minefield - campo minado
missile - míssil
navy - marinha
patrol - patrulha
peace - paz
pilot - piloto
prisoner - prisioneiro
resistance - resistência
sergeant - sargento
soldier - soldado
surveillance - vigilância
tank - tanque
target - alvo, objetivo
territory - território
terrorist - terrorista
to attack - atacar
to bomb - bombardear
to defeat - derrotar
to defend - defender
to invade - invadir
to kill - matar
to shoot - disparar
to wound - ferir
trench - trincheira
troops - tropas
war - guerra
weapons - armas
 
 
 
 

False Friends (Be Careful!)

  • Advert: notar, que é diferente de warn, que significa advertir, prevenir;
  • Actually: na verdade, de fato, que é diferente de currently, que significa atualmente;
  • Alms: esmola, que é diferente de souls, que significa almas.
 

Phrasal Verbs

  • Speak out: declarar-se publicamente;
  • Tell off: dar bronca em alguém;
  • Sell out: esgotar-se (bilhetes, estoque).


Grammar Lesson – Can – May – Should – Must – Ought to

Can, may, should, must, ought to são usados para auxiliarem os verbos, ajudando-os a exprimir possibilidade, habilidade, permissão ou obrigação. Vejamos a seguir como usá-los:
 
  • Can: é usado para expressar habilidade, possibilidade e permissão. Exemplos:
→ Can you speak French? (Você sabe falar francês?) – habilidade
→ We cannot swim. (Nós não sabemos nadar.) – habilidade
→ You can’t be lucky forever. (Você não pode ter sorte para sempre.) – possibilidade
→ The hell cannot be frozen. (O inferno não pode ser congelado.) – possibilidade
→ Can I bring my friends with me?  (Posso trazer os meus amigos comigo?) – permissão
→ James can read my letter. (James pode ler a minha carta.) – permissão.
 
  • May: é usado para expressar possibilidade ou permissão. Exemplos:
→ Take a raincoat. It may rain. (Leve o guarda-chuva. Pode chover.) - possibilidade
→ My parents may not come. (Meus pais podem não vir.) – possibilidade.
→ May I sit? – (Eu posso me sentar?) - permissão
→ Students may study in the library. (Alunos podem estudar na biblioteca.) - permissão
 
  • Should: é usado para dar ou pedir por conselhos e também para dizer o que é certo ou mais sensato a se fazer. Exemplos:
→ Should I die my hair? (Eu devo tingir o meu cabelo?) – conselho
→ You shouldn’t get out without your parents. (Você não deveria sair sem os seus pais.)
 
  • Should é também usado para dizer que algo deveria ocorrer em função de outra coisa. Exemplo:
→ The alarm should be activated when an intruder gets in the house. (O alarme deveria ser ativado quando um intruso entra na casa.)
 
  • Must: é usado para exprimir uma obrigação ou necessidade. Exemplos:
→ Must I use safety boots? (Eu tenho que usar botas de segurança?) – obrigação
→ You must start work at 9 am. (Você tem que começar o trabalho as 9 horas.) – obrigação
→ Must you listen to loud music? (Você tem que escutar música alta?) – necessidade
→ I must get home at 11 am. (Eu tenho que chegar em casa às 11 horas.) – necessidade
 
  • Ought to:  pode ser usado no lugar do should. A sua função é a mesma, ou seja, aconselhar ou dizer o que é certo ou mais sensato a se fazer. Exemplos:
→ I think you ought to cut your hair. (Eu acho que você deveria cortar o seu cabelo.)
→ Children ought to eat more vegetables. (Crianças deveriam comer mais verduras.)
→ Ought we to ask for more time? (Nós deveríamos pedir por mais tempo?)
→ Oughtn’t this window to be opened? (Esta janela não deveria estar aberta?)
 
 
 
 

Did You Know That?

Os verbos auxiliares acima listados não são seguidos por TO, exceto o OUGHT. Exemplos:
Vamos Praticar?
Já é cadastrado? Faça o Login!