Texto: Vozes Verbais II: Transposição de Vozes

Vozes Verbais II: Transposição de Vozes

Em alguns contextos, mudar o sujeito de posição na oração, passando-o de agente a paciente ou vice-versa, é uma estratégia comunicativa poderosa. Imagine que você quer enfatizar algo que tenha feito. É natural que diga: “Eu fiz isso”, com ênfase no pronome pessoal eu. Mas se sua intenção é ser enfático em relação ao que foi feito, provavelmente diga “Isso foi feito por mim”, colocando a ideia de isso em evidência. Neste tópico, vamos ver as possibilidades de passar o discurso de uma voz para a outra.
 
 

A Transposição de Vozes Verbais

Realizar a transposição de vozes verbais é transformar uma oração que está na voz ativa para outra oração que esteja na voz passiva e vice-versa. A voz reflexiva não é transposta para as vozes ativa e passiva, uma vez que seu significado é alterado profundamente.
 

Atenção!

Transpor vozes verbais = voz ativa → voz passiva / ou voz passiva → voz ativa
 

A Lógica da Transposição de Vozes Verbais

Nem todas as orações podem ter sua voz transposta. Acompanhe o seguinte exemplo:
 
Adriano | comeu | os bombons. → Voz ativa
Os bombons | foram comidos | por Adriano. → Voz passiva analítica

Observe as seguintes alterações:
  • O sujeito agente [Adriano] da voz ativa passa a ser o agente da passiva [por Adriano] na voz passiva analítica. Sendo assim, sujeito agente na voz ativa → agente da passiva na voz passiva analítica.
     
  • O verbo transitivo direto [comeu] da voz ativa passa a ser a locução verbal [foram comidos = verbo auxiliar (ser) + verbo principal (particípio)] na voz passiva analítica.  Logo, verbo transitivo direto → locução verbal.
     
  • Por fim, o objeto direto [os bombons] da voz ativa é colocado na posição de sujeito paciente [os bombons] na voz passiva analítica. Desse modo, objeto direto da voz ativa → sujeito paciente da voz passiva analítica.
 
Mais exemplos de passagem da voz ativa para a voz passiva analítica:
  • Neusa | fechou | a porta. → A porta | foi fechada | por Neusa.
     
  • Algumas pessoas | compravam |todos os ingressos. → Todos os ingressos | eram comprados | por algumas pessoas. 
     
  • Eu |conserto | o chuveiro. → O chuveiro | é consertado | por mim.
 
Agora, vamos ver algumas orações na voz passiva que foram originadas de orações na voz ativa:
  • Os cheques | serão assinados | por Dona Emília. → Dona Emília | assinará | os cheques. 
 
Nesse sentido, basta que você faça a alteração inversa que foi realizada na transformação da voz ativa para a voz passiva analítica.
  • Toda a equipe | foi parabenizada | pelo técnico. → O técnico | parabenizou | toda a equipe.
 

Atenção!

Todos os exemplos apresentados possuem em sua estrutura verbos transitivos diretos, ou seja, verbos que precisam de objeto direto. É necessário que exista um objeto direto na voz ativa, para que ele se transforme em sujeito paciente da voz passiva. Veja:
Natália | vendeu | os seis brincos. [objeto direto]

Os seis brincos | foram vendidos | por Natália. [sujeito paciente]
 
Transposição da Voz Passiva Analítica para a Voz Passiva Sintética e Vice-Versa
O fator comum às duas vozes é o sujeito paciente. Observe:
  • Voz passiva analítica = sujeito paciente + locução verbal + agente da passiva;
  • Voz passiva sintética = verbo transitivo direto + partícula apassivadora + sujeito paciente.
Verifique os exemplos:
  •     Várias vidraças foram quebradas pelo vento. → Quebraram-se várias vidraças.
  •     Um gato foi resgatado.  → Resgatou-se um gato.
  •     Compram-se móveis usados. → Móveis usados são comprados.
  •     Passa-se este ponto. → Este ponto é passado.

 

Em Resumo

A transposição de uma oração na voz passiva para a voz ativa e vice-versa somente é possível quando há a presença de um verbo transitivo direto. O sujeito agente e o paciente são enfatizados, respectivamente, na voz ativa e na voz passiva analítica ou sintética.
Já é cadastrado? Faça o Login!