Texto: Sais

Sais

Todos nós necessitamos de sal para nossa sobrevivência. Isso porque nosso corpo precisa de íons, como Na+, Fe2+, K+, para a manutenção das funções do nosso organismo. Assim, para conseguirmos esses cátions, temos que nos alimentar de alguns sais, mas, com certeza, não estamos falando apenas do sal de cozinha.

O sal de cozinha, oficialmente, tem outro nome: cloreto de sódio, NaCl, feito com um ânion cloreto e um cátion sódio. Para obtermos esse sal, basta, então, que tenhamos uma substância que forneça o ânion e outra que forneça o cátion. O ânion do cloreto de sódio é proveniente do ácido clorídrico e o cátion é proveniente do hidróxido de sódio, ou seja, o sal em questão é feito de um ácido e uma base.

Relembrando: um ácido é composto por um átomo de hidrogênio e outro elemento, ambos ionizáveis; uma base é constituída por um metal com carga positiva e pela hidroxila. Quando ambos reagem entre si, acontece uma reação chamada de neutralização, pois o próton reage com a hidroxila, formando água, como na reação abaixo:
 
 

 
Além de água, forma-se, então, um composto iônico. Estamos falando do NaCl, que fica, na verdade, dissolvido em água na forma de íons Na+ e Cl–. Nesse caso, dizemos que houve uma dissociação iônica, pois, não estando em estado sólido, mas dissolvidos em água, os íons do cloreto de sódio ficam dispersos e envolvidos pelas moléculas de água: um fenômeno que chamamos de solvatação. Quando se trata de meio aquoso, podemos também chamar de hidratação.

Enfim, podemos definir o sal como um composto que é formado por um cátion e por um ânion produzidos por uma reação de neutralização.
 
 


Nomenclatura dos Sais

Os sais também recebem nomes oficiais recomendados pela IUPAC e seguem sempre a regra abaixo descrita:
 

NOME DO ÂNION (DE) NOME DO CÁTION
 
 
Os ânions são originados do ácido e mudam seu nome nos sais de acordo com a tabela a seguir:
 
 
Exemplos:
 
 

 

Condutividade Elétrica

Um sal em estado sólido não é condutor de eletricidade, porém, quando diluído, ele a conduz muito bem. Isso porque a proximidade do estado sólido faz com que a neutralidade entre um ânion e um cátion seja forte e, em soluções aquosas, existe uma maior mobilidade dos íons, o que favorece passagem de corrente elétrica.

Os sais, como já mencionamos, sofrem uma dissociação iônica, o que faz com que os íons sejam separados e fiquem dispersos na solução. Por essa razão existem cátions e ânions, um com menos e outro com mais elétrons; assim, após aplicada uma tensão, haverá um movimento ordenado de elétrons.

Esse fenômeno, no entanto, não acontece apenas com sais, pois ácidos e bases ionizados também podem conduzir corrente elétrica, porém uns mais e outros menos. O ácido acético, por exemplo, conduz bem pouca corrente elétrica. Um experimento simples para medir corrente elétrica pode ser útil para se verificar tal fenômeno:

Na figura abaixo, a lâmpada acende, pois existem íons dissolvidos. Se fosse açúcar, por exemplo, a lâmpada não acenderia, pois o açúcar é um composto molecular e dissolve em água sem se separar. Sendo assim, a corrente elétrica não encontra seu caminho até atingir a outra extremidade do fio.


Em Resumo

Neste tópico, estudamos os sais. Vimos que eles são formados por um cátion de uma base e um ânion de um ácido, reação chamada de neutralização. Vimos também que os sais recebem nomes de acordo com a nomenclatura do ácido correspondente do ânion e, por fim, vimos que ácidos, bases e sais, quando dissolvidos em água, conduzem eletricidade, uns mais e outros menos.
 


Referências

FELTRE, R.; YOSHINAGA, S. Atomística: teoria e exercícios. v. 2. Cidade: Ed. Moderna, 1974.
USBERCO, J.; SALVADOR, E. Química: química geral. 10. ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2005.
PERUZZO, T. M.; CANTO, E. L., Química. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2003.
SANTOS, W. L. P.; MÓL, G. S. (coord.). Química e sociedade: ensino médio. São Paulo: Nova Geração, 2005.
KOTZ, J.C.; TREICHEL, P.M. Química Geral e Reações Químicas. v. 1. Tradução de Flávio Maron Vichi. São Paulo: Thomson Learning, 2007.
 
Já é cadastrado? Faça o Login!