Texto: Os Mitos no Mundo de Hoje

Os Mitos no Mundo de Hoje

Certamente, direta ou indiretamente, conhecemos os mitos gregos e romanos. Haja vista que recebemos forte influência dessas culturas. 

 

Você é capaz de citar algum elemento no mundo contemporâneo que faça referência aos deuses mitológicos mencionados anteriormente?

 

Na realidade, filmes, desenhos, histórias em quadrinho, livros, jogos de tabuleiro, videogames e até mesmo algumas teorias científicas fazem menção às narrativas mitológicas. 

 

Como já foi dito, o caráter simbólico das narrativas mitológicas é um elemento básico para construirmos outros gêneros de narrativas. Entretanto, será que a presença dos mitos no mundo contemporâneo nos é apresentada apenas como referência aos mitos antigos? Será que não se elaboram novos mitos do mundo atual? Os mitos são narrativas apenas das sociedades antigas? 

 

Toda e qualquer sociedade elabora seus mitos, independentemente do espaço e do tempo. Naturalmente, encontraremos narrativas mitológicas próprias do nosso tempo. Exemplo notório disso é a narrativa O senhor dos anéis. Essa obra foi elaborada pelo escritor, professor e filósofo britânico J. R. R. Tolkien.  A história narra o conflito contra o mal que se alastra pela Terra-média, através da luta de várias raças – humanos,  anões, elfos, ents e hobbits – contra os orcs, para evitar que o Anel do Poder volte às mãos de seu criador, Sauron, o Senhor do Escuro. Mas, vale lembrar que essa história apresenta fortes correspondências na própria mitologia e, sobretudo, no mundo real. 

 

 

De modo geral, Tolkien retoma o mito do anel de Giges, presente na obra A República do filósofo Platão. Esse mito relata a história de um pastor chamado Giges, que encontra em uma caverna um cadáver usando um anel. Quando Giges passa a usar o anel, descobre que este o torna invisível. Sem ninguém para monitorar seu comportamento, Giges passa a praticar más ações – seduz a rainha, mata o rei e assim por diante. Essa narrativa levanta a questão da moral.

 

Vale mencionar também que Tolkien utilizou da própria experiência que obteve ao longo da Primeira Grande Guerra (1914-1918) como referencial na elaboração do próprio mito. Essa experiência auxiliou na composição do cenário de guerra típico da história de O Senhor dos Anéis. 

 

 

O termo mito ao longo do tempo, principalmente no mundo atual, adquiriu a noção de ídolo, pessoa que a sociedade admite como referência em virtude dos valores que ela possui.  Nesse caso, podemos citar atores, cantores, esportistas e vários outros. É fácil perceber que o sentido do termo mito adquire uma conotação diferente daquela que utilizamos para nos referirmos à narrativa maravilhosa que definimos no início deste módulo. 

 

Apesar de os mitos serem uma primeira tentativa de explicar os acontecimentos do mundo e de atualmente possuirmos modelos mais elaborados de explicação, percebemos que as narrativas mitológicas renovam-se ao longo dos anos. Portanto, de um modo ou de outro, os mitos estão presentes independentemente do tempo e do espaço.

 

 

Em Resumo

Constatamos que, embora a sociedade contemporânea esteja fundamentada em propostas de conhecimento de caráter racional, os mitos continuam presentes como herança cultural de um povo e, além disso, eles permanecem exercendo fascínio com suas narrativas de caráter fictício. 

Já é cadastrado? Faça o Login!