Texto: O Texto e a Concordância Verbal III - Pontuação II

O Texto e a Concordância Verbal III - Pontuação II

Neste tópico, você vai encontrar mais algumas dicas a respeito da concordância verbal. Fique atento às regras para que possa, de fato, realizar a concordância de forma efetiva, escrevendo bem e assinalando corretamente nas questões dos mais variados concursos. Além disso, você também vai conhecer algumas regras a respeito do uso da vírgula. Preparado? Vamos lá?
 
 

A Concordância Verbal III

Vimos, nos dois tópicos anteriores, algumas regras ligadas à concordância verbal. Vamos, neste tópico, conhecer mais algumas particularidades.
 
 

Núcleos do sujeito ligados por ‘ou’

Com a partícula ou, deve-se prestar bastante atenção ao sentido do período. O contexto da frase vai auxiliar a determinar o uso do ou. Muitas vezes o ou apresenta ideia de exclusão, alternância e ainda retificação, mas pode também apresentar ideia de adição e inclusão.
 
 
- Sair e gastar todo o dinheiro ou ficar em casa: eram as opções da garota.
 

- José ou Pedro ganhará a eleição naquela cidade.
 

- Física ou Química têm questões complicadas.
 

- O filho ou os filhos queixaram-se daquela atitude.
 
 

Expressão um ou outro

Com essa expressão, o verbo fica no singular.
 
 
- Um ou outro participará da sessão de debates.
 

- Uma ou outra aluna não quis entregar a pesquisa.
 


Expressões um e outro/ nem um nem outro

Com essas expressões, o verbo pode ficar no singular ou pode ficar no plural.
 
 
- Nem ou nem outro se queixou/ se queixaram na secretaria.
 

- Um e outro enviou/ enviaram a resposta para o diretor.
 
 

Verbos Impessoais

Os verbos impessoais, como o próprio nome nos informa, não se referem a uma pessoa específica do discurso e, portanto, não apresentam sujeito. Não apresentando sujeito, os verbos impessoais ficam na 3ª pessoa do singular. Os mais comuns são:
 
  • Verbos que expressam fenômenos da natureza.
 
 
- Amanheceu muito frio hoje.
 

- Choveu durante três dias sem parar.
 
 
  • Verbos haver e fazer indicando tempo transcorrido.
 
 
- Faz exatamente cinco anos que não o vejo.
 

- Há três meses que João não recebe seu salário.
 
 
  • Verbo haver com o sentido de existir, acontecer, ocorrer, realizar-se.
 
- Houve uma festa de arromba no quinto andar.
 

- Quantas pessoas há na festa?
 

- Há um evento muito importante neste local.
 
 

Saiba Mais!

Sobre a concordância, há outras possíveis e é muito importante que você fique atento ao contexto, ao que quer expressar a ideia do período e do texto. Fique atento, principalmente, quando há na frase a partícula se ligada a um verbo. Outro ponto relevante ao qual você deve prestar atenção é a concordância com o verbo ser.
 


Pontuação 

Para conhecermos sobre a vírgula, vamos ler propaganda da ABI (Associação Brasileira de Imprensa):
 
 
A vírgula pode ser uma pausa… ou não.
Não, espere.
Não espere.
Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.
Pode ser autoritária.
Aceito, obrigado.
Aceito obrigado.
Pode criar heróis.
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve.
E vilões.
Esse, juiz, é corrupto.
Esse juiz é corrupto.
Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.
A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.
Uma vírgula muda tudo.
ABI: 100 anos lutando
para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.
 
Campanha dos 100 anos da ABI (Associação Brasileira de Imprensa)
 
 
 
Com a propaganda acima, já podemos ter uma pequena noção da importância da vírgula. Leia, abaixo, a letra da canção de Chico César e observe principalmente o efeito de sentido no primeiro verso, com e sem a vírgula.
 
 
Respeitem meus cabelos, brancos
Chegou a hora de falar
Vamos ser francos
Pois quando um preto fala
O branco cala ou deixa a sala
Com veludo nos tamancos
 
 
Cabelo veio da África
Junto com meus santos
 
 
Benguelas, zulus, gêges
Rebolos, bundos, bantos
Batuques, toques, mandingas
Danças, tranças, cantos
Respeitem meus cabelos, brancos
 
 
Se eu quero pixaim, deixa
Se eu quero enrolar, deixa
Se eu quero colorir, deixa
Se eu quero assanhar, deixa
Deixa, deixa a madeixa balançar
 
 
 
 
No primeiro verso da letra de Chico César, como na charge abaixo, usa-se a vírgula para isolar o que chamamos de vocativo, ou seja, palavra ou expressão que usamos para chamar, invocar alguém.
 
 
Caco Galhardo. 13 mar. 2008
 
 
 
Além da regra da vírgula para isolar o vocativo, vamos agora conhecer outras regras:
 
 
  • Usa-se a vírgula para separar elementos de mesma função:
 
  • Usa-se a vírgula para isolar o aposto:
 
 
- Conselheiro Aires, personagem de Machado de Assis, está presente em duas obras desse autor.
 
 
  •  Usa-se a vírgula para separar adjunto adverbial deslocado.
 
 
- Como não sabia quem estava ali, Andreia correu em direção ao portão e acionou o alarme.
 
 

Atenção!

Jamais use a vírgula para separar o sujeito e seu verbo. Fique atento a essa regra, que é uma das mais atropeladas no momento de escrita.
 
 
- O garoto, fez todos os deveres. (inadequada)
 

- O garoto fez todos os deveres. (adequada)
 
 

Saiba Mais!

Preste bastante atenção ao uso da vírgula nos textos a que tem acesso. Veja que ela é bastante significativa e produz, de acordo com o contexto, enunciações expressivas. Fique atento também ao uso ou não da vírgula em situações de restrição e de explicação (o político, que é corrupto, não merece nosso voto // o político que é corrupto não merece nosso voto).
 

 


Em Resumo

Neste tópico, estudamos mais algumas regras a respeito da concordância verbal. Tomamos consciência da concordância adequada da partícula ou, bem como seu uso na expressão um ou outro. Além disso, estudamos a concordância na expressão um e outro e com os verbos impessoais. No campo da pontuação, este tópico foi dedicado ao uso correto da vírgula. Você conheceu as regras de quando usar e quando não usar a vírgula. Agora, mãos à obra!
Já é cadastrado? Faça o Login!