Texto: América Central

América Central

A parte central do continente americano, a América Central, é formada por uma curta e estreita faixa de terras, ligando a América do Norte à América do Sul. Ocupa uma posição estratégica no continente e está repleta de diversas belezas naturais, principalmente na porção insular, conhecida como Caribe. Ademais, os países que formam a América Central foram ocupados por diferentes estados-nações, apresentando, portanto, uma diversidade cultural interessante. O continente possui dois importantes países no cenário mundial por sua localização e situação: o Panamá, com o seu canal que liga os dois oceanos (Atlântico e Pacífico); e Cuba, país representante do socialismo, com problemas econômicos pelos embargos sofridos, mas com grandes avanços nas áreas da saúde e educação.

 

Mapa da América Central – porção ístmica

 

América Central Continental (Istmo)

A porção continental é composta por sete países, que apresentam pequenos territórios: Guatemala, Belize, El Salvador, Honduras, Nicarágua, Costa Rica e Panamá. Este último representa um importante ponto estratégico em virtude do Canal do Panamá, local em que é possível passar do oceano Atlântico para o oceano Pacífico sem a necessidade de dar a volta por toda a extensão da América do Sul por via marítima, ou cortar o continente por via terrestre. 

 

Também conhecidos como porção ístmica, esses países apresentam históricos que remetem à ocupação espanhola, mas também de outros países europeus, como é o caso de Belize, uma ex-colônia britânica. 

 

Saiba Mais!

Istmo significa uma estreita faixa de terra cercada de água em ambos os lados, ligando extensões de terras maiores. É o termo utilizado para denominar a ligação entre as Américas do Norte e do Sul. 

 

Aspectos Físicos

Assim como ocorre na América do Norte, o oeste do continente é marcado pelos relevos elevados, com cadeias montanhosas por toda a extensão. Ao leste, as planícies predominam, com vegetação de florestas ocupando suas áreas. O clima predominante é o tropical, havendo variação apenas nos locais onde o relevo apresenta altitudes mais elevadas.

 

Presença de vulcão no relevo montanhoso de Costa Rica

 

Ruínas de uma cidade Maia em Belize – demonstração dos habitantes da América antes das diversas ocupações e colonizações

 

Aspectos Socioeconômicos 

Com o histórico de colonizados, a região apresenta países pobres e de economia voltada para a agricultura, que representa o principal meio de comércio exterior, principalmente com os EUA e países europeus. O café, a banana e outras frutas tropicais são os principais produtos exportados por esses países. 

 

Alguns países, como a Guatemala, apresentam a maior parte da população vivendo no meio rural e, em muitos casos, em condições precárias. Essa situação é bem diferente dos países desenvolvidos ou em desenvolvimento, cuja população localiza-se, em sua maioria, nos centros urbanos e onde as condições socioeconômicas são melhores.

 

O Panamá é uma exceção na América Central continental. O grande fluxo de embarcações que trafegam pelo local possibilita uma arrecadação volumosa, além de propiciar empregos no setor de comércio e serviços em virtude da grande obra de transposição entre os oceanos.

 

Canal do Panamá – local por onde as embarcações fazem a transposição de um oceano para outro

 

Saiba Mais!

O Panamá, que apresenta um dos locais mais importantes da América Central ístmica – o Canal do Panamá – já pertenceu aos domínios colombianos. Entretanto, com a recusa da Colômbia em autorizar os EUA a construir o canal, os estadunidenses patrocinaram revoltas internas que culminaram na independência do país. Assim, o caminho ficou livre para que os EUA construíssem e administrassem um dos locais mais importantes da região, inaugurado em 1914.

 

América Central Insular (Caribe)

No mesmo continente está a parte insular, formada por diversas ilhas, dentre as quais há os países independentes, os domínios de outros países e os territórios ultramarinos. Muitas ilhas pertencem a países europeus, como França, Holanda e Reino Unido. Um caso especial é o de Porto Rico, uma ilha autônoma, mas um Estado associado aos EUA, gozando de alguns direitos que a população estadunidense possui.

 

Os países que fazem parte da região são: Jamaica, Cuba, Porto Rico, Haiti, República Dominicana, dentre outras pequenas ilhas.

 

Mapa da América Central – porção insular

 

Aspectos Físicos

As ilhas têm sua formação originária, em grande parte, por material vulcânico ou acumulação de corais ao longo de milhões de anos. Além disso, por estarem entre o trópico de Câncer e a linha do Equador, o clima predominante é o equatorial e tropical.

 

A natureza chama muito a atenção de turistas que escolhem as ilhas caribenhas como destino turístico. Os países apresentam um fluxo enorme de pessoas que os visitam para conhecer e aproveitar as belezas naturais que lhes são oferecidas. As praias do litoral caribenho são verdadeiros paraísos.

 

Uma das praias da República Dominicana, águas claras e muito verde

 

Aspectos Socioeconômicos

Embora alguns países apresentem diversos problemas e elevados índices de pobreza, como o Haiti, em geral, a situação das ilhas (países e domínios) são relativamente melhores que os países da porção ístmica. 

 

Dois fatores contribuem para isso: o turismo, desencadeado pelas belezas naturais e pelos resorts que atraem milhões de turistas do mundo todo; e o sistema financeiro de alguns países, os chamados paraísos fiscais, como as Ilhas Cayman (território britânico). Nos locais considerados paraísos fiscais, as contas bancárias de pessoas e empresas não são fiscalizadas e nem taxadas pelos depósitos ou movimentações.

 

Recursos minerais também são fontes de riqueza e de exportação dos países. Um exemplo é a Jamaica, que exporta bauxita para o exterior, principalmente para o Canadá. Produtos agrícolas também complementam as atividades econômicas dos países caribenhos.

 

Diferentemente do ocorrido no restante da América, essas ilhas, quando foram ocupadas, não tinham populações nativas. Dessa forma, muitos escravos foram trazidos da África para trabalhar, resultando, atualmente, em populações de maioria negra e mulata. 

 

Apesar do domínio inicial predominantemente espanhol, aos poucos, Holanda, França e Inglaterra foram ocupando as ilhas durante as grandes navegações. Além disso, piratas que roubavam as riquezas das embarcações espanholas foram dominando algumas ilhas ao longo dos anos. 

 

George Town, capital das Ilhas Cayman – Paraíso fiscal e natural do Caribe, território de domínio britânico

 

Cuba: O Exemplo Socialista

Dos países que fazem parte da América Central, e das Américas, no geral, Cuba é o que apresenta o aspecto mais singular e intrigante. Desde sua independência da Espanha, no início do século XX, Cuba passou a ser um protetorado dos EUA, assim como Porto Rico. Entretanto, em 1959, liderados por Fidel Castro e Che Guevara, uma revolução ocorreu no país, derrubando o então presidente Fulgêncio Batista e iniciando uma série de reformas políticas e socioeconômicas no país.

 

Selo comemorativo aos 50 anos da Revolução Cubana – imagem de Fidel Castro em conferência da ONU

 

Em primeiro lugar, o líder Fidel Castro nacionalizou empresas e promoveu a reforma agrária. Com os EUA patrocinando diversas incursões e tentativas de derrubada do grupo revolucionário, Fidel Castro se alinhou politicamente ao grupo de países socialistas, estreitando os laços econômicos e políticos com a antiga URSS. 

 

Havana, capital de Cuba – carros antigos demonstram o quanto os equipamentos de uso diário dos cubanos estão antigos e obsoletos

 

Ao longo dos anos, Cuba conseguiu melhorar muito a qualidade de vida da população, com a erradicação de doenças tropicais, sistema de saúde gratuito e eficiente, e medicina avançada, com vários profissionais de diversas áreas. Na educação, o país acabou com o analfabetismo e possibilitou que o sistema educacional promovesse mudanças de fato na sociedade cubana.

 

Os dados apresentados pela ONU indicam que Cuba possui índices de escolaridade, expectativa de vida e mortalidade infantil melhores do que os apresentados por muitos países capitalistas, inclusive os EUA.

 

Apesar disso, com a queda do bloco socialista e com o embargo econômico imposto pelos EUA, Cuba agoniza economicamente, com uma indústria e equipamentos obsoletos, problemas de geração de energia gerados pela falta de petróleo da ex-URSS, dentre outros fatores.

 

Politicamente, Raúl Castro, irmão de Fidel, comanda o país e sofre críticas dos países capitalistas, já que estes entendem que se criou uma dinastia no país. Oposicionistas também relatam abusos e condenações injustificáveis, ocorridos simplesmente por se oporem ao governo e ao sistema econômico.

 

Charuto cubano – um dos produtos mais importantes e de alto valor de exportação da economia cubana atualmente

 

Atenção!

V ocê já deve ter visto ou ouvido falar do filme Piratas do Caribe . A história da trilogia, apesar de fictícia, ilustra como os piratas atuavam nas ilhas caribenhas em busca de riqueza fácil, roubando as embarcações europeias.
 
 

Você Sabia?

E m 2013, o governo brasileiro lançou o programa Mais Médicos , convidando médicos de todo o mundo para trabalhar nas regiões mais carentes do Brasil. Muitos desses médicos vieram de Cuba, onde a mão de obra é qualificada e abundante. No entanto, criou-se uma polêmica em relação aos salários pagos aos profissionais cubanos. Eles não recebem diretamente o valor, que tampouco é o estipulado pelo governo brasileiro. O que ocorre, na verdade, é que o governo cubano desconta parte do salário, tornando-o bem inferiores aos dos demais médicos.

 

Em Resumo

A América Central é subdividida em duas partes por motivos naturais: o istmo e as ilhas. A região foi historicamente ocupada durantes as grandes navegações, primeiramente por espanhóis e, posteriormente, por holandeses, ingleses e franceses. Além disso, os EUA possuem domínios territoriais de algumas ilhas. O desenvolvimento econômico da região é desigual, mas a maioria dos países – exportadores de produtos agrícolas e recursos minerais –são pobres ou estão em desenvolvimento. A exceção do continente é Cuba, um país socialista e que difere das características socioeconômicas e políticas dos demais vizinhos.   

Já é cadastrado? Faça o Login!