Texto: Anexos Embrionários

Anexos Embrionários

Anexos embrionários são estruturas derivadas dos folhetos germinativos que acompanham o desenvolvimento do embrião. Eles possuem funções diversas que sustentam todo o desenvolvimento embrionário.
 
 

Saco Vitelínico

O saco ou vesícula vitelínica armazena substâncias nutritivas (vitelo) que serão utilizadas pelo embrião. Apresenta-se bem desenvolvido em peixes, anfíbios, répteis e aves, e nos mamíferos é uma estrutura reduzida. 
 
 
 

Âmnion

É uma membrana que envolve todo o embrião, formando uma cavidade preenchida por um líquido amniótico, que tem a função de proteger o embrião contra choques mecânicos e evitar a desidratação. Trata-se de uma aquisição evolutiva essencial para os animais poderem viver no ambiente terrestre.
 
 
 

Córion

O córion também é uma membrana que envolve o embrião, contribuindo para sua sustentação. Nos mamíferos, as vilosidades coriônicas são a base da formação da placenta.
 
 
 

Alantoide

É um anexo embrionário específico de répteis, aves e mamíferos. Sua função está relacionada com a excreção e as trocas gasosas. Nos mamíferos placentários, ele participa da formação do cordão umbilical.
 
 


Placenta

É um anexo exclusivo dos mamíferos constituído por uma porção fetal e outra, materna. Possui grande diversidade de funções relacionadas com a troca de substâncias entre a mãe e o filho, sendo que gases respiratórios, nutrientes, excretas e anticorpos atravessam a placenta, garantindo a evolução do embrião. A placenta também produz hormônios, como progesterona, e possibilita maior fixação do embrião ao útero.
 
 
 
 
Quadro comparativo de anexos embrionários
 
 
 
Sistema reprodutor feminino, com destaque para os anexos embrionários
 
 

Em Resumo

Os anexos embrionários são fundamentais em todo o processo de desenvolvimento. O saco vitelínico mantém a nutrição, o âmnion protege contra choques mecânicos e evita a desidratação do embrião, o córion também ajuda na proteção e fixação, o alantoide está relacionado com as trocas gasosas e a excreção, e a placenta, presente apenas nos mamíferos, realiza trocas entre a mãe e o filho para nutrição, respiração e excreção, além da produção de hormônios fundamentais no período gestacional.
Já é cadastrado? Faça o Login!