Texto: Demografia, Economia e Sociedade Europeia

Demografia, Economia e Sociedade Europeia

Os fatores demográficos e econômicos são importantes para compreender uma sociedade. Nesse caso, a população e a economia europeia são a chave para entender sua sociedade atual, suas ações no campo político e os problemas frente ao desafio de uma população que envelhece e tende a diminuir ano após ano.

 

Demografia

A população europeia durante o século XVI expandiu bastante; no século XIX, porém, houve uma verdadeira explosão demográfica devido às melhoras na condição de vida da população; e no século XX, a população variou em virtude das guerras e migrações, mas continuou crescendo.

 

Hoje, o crescimento populacional europeu atingiu um estágio perigoso do ponto de vista demográfico: baixa natalidade e aumento significativo da expectativa de vida. Alguns países obtiveram o crescimento zero, no qual a taxa de natalidade é igual à de mortalidade. 

 

Enquanto isso, outros países apresentam déficit populacional, ou seja, a taxa de mortalidade é maior que a de natalidade. Como consequência imediata, há a redução da população (desconsiderando a imigração) e o desequilíbrio previdenciário dessas nações.

 

O mapa mostra que a maioria dos países cresce menos que 0,5%, ou zero, tendência difícil de reverter na medida em que a população se torna cada vez mais apta à vida familiar com menos filhos. 

 

Crescimento vegetativo da população europeia

 

Uma consequência dessa demografia deficitária, em curto prazo, é a necessidade de se pensar na criação de infraestrutura básica para as populações mais idosas, como hospitais especializados e áreas de lazer. 

 

 Idosos em Évora, Portugal

 

Por ser um continente economicamente rico e com oportunidades de emprego em áreas pouco atrativas para a população local, a imigração é um dos graves problemas demográficos da Europa. Pessoas de todos os continentes, especialmente África e Ásia, buscam na Europa refúgio e emprego para uma vida melhor.

 

A xenofobia, aversão ao estrangeiro, aparece como um dos problemas enfrentados pelos imigrantes, resultando em atitudes de violência física e verbal. Os filhos de imigrantes também sofrem com a xenofobia, uma vez que são vistos como estrangeiros, embora tenham nascido em território europeu. 

 

Atenção!

No que diz respeito à imigração e à xenofobia, é preciso esclarecer que muitas pessoas, nascidas nos países europeus, carregam a influência cultural de seus antepassados, sendo difícil distinguir um imigrante ou um filho de um imigrante somente por fotos ou vídeos. A imagem a seguir mostra uma mulher trabalhando num mercado de frutas e verduras de Berlim. Não podemos afirmar que se trata de uma imigrante ou cidadã alemã, pois uma análise somente pela aparência pode nos levar ao erro. 

                                                           Berlim, Alemanha

 

Economia

Os países europeus, em diferentes épocas, foram considerados potências econômicas. Com a consolidação da União Europeia, várias análises são feitas em cima da economia do bloco, e não somente de uma nação. 

 

A Alemanha e o Reino Unido podem ser considerados os países cujas economias são mais sólidas, mesmo em tempos de crise econômica mundial. Apesar do histórico de imigração para os dois países, principalmente de cidadãos da União Europeia, as taxas de desemprego atingem patamares normais, como os de qualquer economia consolidada.

 

Entretanto, nos últimos anos, com as sucessivas crises econômicas mundiais, algumas nações têm se destacado negativamente devido às elevadas taxas de desemprego e endividamento público, como Grécia, Portugal, Espanha e Itália. A Grécia e a Espanha, por exemplo, atingiram taxa de desemprego próxima a 20%, demonstrando o momento ruim vivido por alguns países europeus.

 

Protesto contra o corte de empregos em Madri, Espanha

 

Sociedade

A sociedade europeia passa por profundas transformações, em razão da demografia e economia. Embora continue sendo uma grande potência, no conjunto de seus países, a situação da Europa não é tranquila, e medidas de cunho governamental devem ser tomadas para que tanto a população quanto a economia tenham um equilíbrio maior.

 

É óbvio que a situação da Europa, no que concerne a outras sociedades do mundo, é tranquila e pode ser resolvida com o esforço conjunto de países. No entanto, dados demográficos e econômicos são sempre um alerta, uma vez que a sociedade é dinâmica e está em constante transformação.

 

Em Resumo

A Europa está num momento demográfico cujo crescimento estagnou em alguns países, enquanto outros já apresentam déficit. Essa mudança da dinâmica populacional interfere diretamente nas políticas públicas, como previdência, promoção da saúde dos idosos, dentre outros fatores, a exemplo da imigração. No que tange à economia, o atual momento de alguns países é preocupante, sobretudo em relação ao endividamento público e às elevadas taxas de desemprego.

Já é cadastrado? Faça o Login!