Texto: Bioquímica dos Aminoácidos

Bioquímica dos Aminoácidos

Os Aminoácidos

Vamos estudar uma classe de biomoléculas importantes à maioria dos organismos vivos: os aminoácidos. Tais substâncias são constituídas de um grupo amina e de um grupo carboxila, como mostra a figura abaixo:
 
Estrutura de um aminoácido
 
Esses aminoácidos também possuem um radical R e a variação de grupo que é determinante para se diferenciar um aminoácido de outro. Todos os aminoácidos se originam do ácido glutâmico, que dentro das células sofre as transformações necessárias e origina todos os outros aminoácidos.
 
Ácido glutâmico ou simplesmente glutamato
 
Outra característica geral dos aminoácidos é que eles são substâncias anfóteras, ou seja, se comportam ora como base, ora como ácido. Isso acontece porque eles possuem um grupo amina, receptor de prótons, e o grupo carboxila, doador de prótons.


Aminoácidos Naturais e Aminoácidos Essenciais

A classificação dos aminoácidos está relacionada com os tipos de organismos vivos que os produzem, ou seja, onde esses aminoácidos se originam primariamente. Existem vários aminoácidos na natureza, mas somente 20 entram nessa classificação. 
 
Primeiro, os aminoácidos naturais que são produzidos tanto por animais quanto por vegetais, como alanina, glicina, histidina, tirosina, arginina, ácido aspártico, asparagina, glutamina, serina, prolina, cisteína e ácido glutâmico. Segundo, os aminoácidos essenciais, os quais são sintetizados apenas por organismos vivos vegetais: isoleucina, leucina, treonina, metionina, triptofano, finilananina, valina e lisina. Ambos os tipos de aminoácidos são considerados comuns, pois fazem parte da maioria das proteínas. 
 

Aminoácidos Básicos, Ácidos e Neutros

Uma segunda classificação dos aminoácidos diz respeito à acidez e à basicidade desses compostos. Os aminoácidos básicos apresentam mais grupos aminas do que grupos carboxilas, como a lisina, que possui dois grupos aminas e um grupo carboxila:
 
Lisina
 
Obviamente, os aminoácidos ácidos possuem maior número de grupos carboxilas do que grupos aminas, como o ácido glutâmico, também conhecido como glutamato. Já nos aminoácidos neutros, o número de grupos carboxilas e aminas é exatamente igual, por exemplo, a valina que está presente em nossos músculos e nos suplementos alimentares. Veja:
 
Valina
 

Classificação dos Aminoácidos quanto à Cadeia Carbônica

Os aminoácidos são classificados também quanto ao tipo de cadeia em que se constituem. Os aminoácidos de cadeia alifática possuem apenas cadeia aberta, ao passo que, nos de cadeia heterocíclica, há uma parte em cadeia cíclica e outra em cadeia aberta:
 
 

As Funções dos Aminoácidos

Os aminoácidos apresentam funções que variam de acordo com a reatividade de cada um, ou seja, quanto mais reativos, mais funções desempenharão. Agora, vamos falar de alguns aminoácidos específicos que não podem faltar em nossa alimentação, pois sua ausência pode causar vários prejuízos à nossa saúde: 
  • Glutamina: é um importante nutriente e faz parte do tecido muscular. É reguladora do pH sanguíneo, sendo encontrada naturalmente na soja.
     
  • Fenilalanina: é parte constituinte das proteínas mais importantes do corpo humano, o que implica dizer que, sem ela, o funcionamento do nosso organismo é prejudicado.
     
  • Valina: faz parte da parte interior das proteínas e apresenta hidrofobia. Por essa razão, é responsável por tridimensionar as proteínas.
 
Você pode pesquisar os demais aminoácidos aqui citados para que conheça mais sobre suas estruturas e funções, além de saber sobre como ter uma dieta saudável, rica em aminoácidos que são essenciais à vida. Como vimos, esses aminoácidos são encontrados em animais e mais abundantemente em frutas, verduras e legumes; logo, devemos sempre ingerir aminoácidos.
 
Alimentação rica em aminoácidos
 

Em Resumo

Neste tópico estudamos a bioquímica dos aminoácidos que, como o nome diz, possuem um grupo amina e um grupo ácido carboxílico. Eles possuem também um grupo R, que diferencia um aminoácido de outro. Vimos também que existem aminoácidos essenciais, os quais são buscados pelos seres humanos na dieta, pois não são produzidos por animais.
 

Referências

KOTZ, J. C.; TREICHEL, P. M. Química geral e reações químicas. Tradução de Flávio Maron Vichi. São Paulo: Thomson Learning, 2007. v. 1.
PERUZZO, T. M.; CANTO, E. L. Química: volume único. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2003.
SANTOS, W. L. P.; MÓL, G. S. (Coord.) Química e sociedade: volume único — ensino médio. São Paulo: Nova Geração, 2005.
USBERCO, J.; SALVADOR, E. Química 1: química geral. 10. ed. São Paulo: Saraiva, 2005.
Vamos Praticar?
Já é cadastrado? Faça o Login!