Texto: Sistema Respiratório

Sistema Respiratório

O sistema respiratório é responsável por um fenômeno básico para a sobrevivência dos seres vivos, que consiste no fornecimento contínuo de oxigênio para o sangue. Obtido do ar atmosférico, e uma vez na corrente sanguínea, o oxigênio combina-se com a hemoglobina no interior das hemácias e, assim, é transportado para todas as células do corpo humano. Nas células, será utilizado no processo de respiração celular, com o objetivo de produzir energia. Como resíduo desse processo energético, as células liberam o gás carbônico, que faz o percurso inverso do oxigênio até ser completamente eliminado para a atmosfera. 
 
 
 

Anatomia Geral do Sistema Respiratório 

A respiração é um processo permanente de trocas gasosas, realizado por um conjunto de órgãos e músculos que desenvolvem movimentos coordenados, conhecidos como inspiração e expiração.
 
 
 
Anatomia do sistema respiratório
 
 

O Processo de Respiração

O mecanismo respiratório baseia-se na entrada e saída de ar dos pulmões. Além disso, é necessário que o oxigênio, um dos componentes do ar atmosférico, seja absorvido ao nível dos alvéolos pulmonares e, então, ir para o sangue.
 
 


Músculo Diafragma

O músculo diafragma, exclusividade dos mamíferos, situa-se na separação entre a cavidade torácica e a abdominal. A contração do diafragma aumenta o volume torácico, diminuindo a pressão intrapulmonar. Assim, estabelece-se uma diferença entre a pressão interna (menor) e a externa (maior), promovendo a entrada do ar nos pulmões durante a inspiração. Com o relaxamento do diafragma, o volume diminui e a pressão interna aumenta, fazendo com que o ar saia dos pulmões na expiração.
 
 
 

O Percurso do Ar

O ar, contendo oxigênio e outros gases, penetra pelas narinas, passa pelas cavidades nasais, traqueia, chegando aos pulmões através de condutos denominados brônquios. Estes se ramificam em estruturas de menor calibre, os bronquíolos, até chegar aos alvéolos pulmonares, que estão em contato direto com a corrente sanguínea. Durante esse percurso, o ar é umidificado e partículas de poeira ficam retidas. 
 
 
 
A faringe é um conduto comum aos sistemas digestivo e respiratório. Já a laringe é exclusiva para a passagem de ar. Entre esses órgãos, existe uma válvula chamada epiglote, que se fecha durante a deglutição de alimentos. Na cavidade interna da laringe, existem cordas vocais que podem emitir sons, principalmente durante a expiração. A traqueia possui reforços de cartilagem, a fim de evitar possíveis dobras que possam obstruir a passagem do ar. É totalmente revestida por células ciliadas que produzem muco, capaz de reter partículas de poeira, que porventura sejam inaladas com o ar. Brônquios e bronquíolos possuem uma constituição semelhante à da traqueia e levam o ar até os alvéolos.
 
 

 

Pulmões

Os pulmões são órgãos esponjosos, divididos em lóbulos. O pulmão esquerdo possui dois lóbulos e o direito possui três. Essa diferença deve-se à posição do coração do lado esquerdo. São revestidos por uma membrana epitelial denominada pleura. Internamente, possuem um extraordinário conjunto de alvéolos, cuja superfície total representa uma extensa rede para ocorrência das trocas gasosas.
 
 
 
Detalhe da traqueia, brônquios e bronquíolos nos pulmões
 
 
 

As Trocas Gasosas nos Alvéolos Pulmonares

Os alvéolos pulmonares são câmaras revestidas por uma membrana muito fina. Representam a porção final do aparelho respiratório. Externamente, os alvéolos comunicam-se com capilares sanguíneos, onde se dá a troca de gases da respiração, processo denominado hematose.
 
 
 
Nos alvéolos pulmonares, o ar inspirado contém uma alta concentração de oxigênio, que atravessa o epitélio alveolar para os capilares por difusão simples. Da mesma forma, o gás carbônico difunde-se da corrente sanguínea para o interior dos alvéolos. O sangue rico em oxigênio é denominado arterial e o sangue rico em gás carbônico recebe o nome de venoso.
 
Sistema representando os bronquíolos, alvéolos pulmonares e capilares sanguíneos
 
 
 

O Transporte dos Gases da Respiração no Sangue

Oxigênio

O oxigênio é transportando no interior das hemácias, formando uma ligação instável com a molécula de hemoglobina, a oxiemoglobina.
 
 
 
 

Gás carbônico

Cerca de 75% do CO2 são transportados dissolvidos no plasma sob a forma de íons bicarbonato. Nesse caso, o gás carbônico eliminado do metabolismo energético celular combina-se com a água do plasma sanguíneo, formando o ácido carbônico. Sob a ação da enzima anidrase carbônica, esse ácido é dissociado, formando íons H+ e HCO3-.
 
 
 
 
 
 
Nesse contexto, é possível concluir que a alta taxa de gás carbônico aumenta a acidez no sangue. Os outros 25% de gás carbônico são transportados na forma de proteinatos, isto é, combinado com proteínas plasmáticas, e, também, uma pequena parte de CO2 pode se combinar com a hemoglobina na forma de carboemoglobina.
 
 
 

Em Resumo

O sistema respiratório é responsável pelas trocas gasosas, isto é, absorve o oxigênio do ar atmosférico e elimina o gás carbônico. Com a inspiração, promovida pela contração do músculo diafragma, o ar penetra pelas narinas, segue pelas cavidades nasais, faringe, laringe, traqueia, brônquios e bronquíolos até os alvéolos pulmonares, onde ocorre a hematose (trocas gasosas). A expiração dá-se com o relaxamento do diafragma e o ar sai liberando o gás carbônico para a atmosfera.
Vamos Praticar?
Já é cadastrado? Faça o Login!