Texto: Sinônimos e Antônimos/ Polissemia

Sinônimos e Antônimos/ Polissemia

As palavras possuem significados variados, dependendo do contexto da comunicação e do emprego que o usuário da Língua Portuguesa faz delas. Interessante observar que frequentemente precisamos substituir expressões por outras de significado parecido ou por outras que digam o contrário do que foi manifestado, e temos as situações em que uma palavra pode ser entendida de diferentes formas. Neste tópico, você estudará essas situações de comunicação, chamadas de sinonímia, antonímia e polissemia.
 

Sinonímia

Duas ou mais palavras podem ser denominadas sinônimos nas situações em que podemos perceber que elas possuem significado igual ou parecido a de outras palavras. 
 
Era uma casa bela! / Era uma casa bonita!
 
Os bebês estavam saudáveis! / Os bebês estavam sadios!
 
É importante observar que há duas possibilidades quanto aos sinônimos:
 
  • Pode haver total coincidência de significado entre uma palavra e outra. Nesse caso, elas são sinônimos perfeitos:
     
    • Meu tio Getúlio faleceu ontem. / Meu tio Getúlio morreu ontem.
      A troca de faleceu por morreu não altera em nada o sentido da frase. Portanto, trata-se de sinônimos perfeitos.
       
    • Ela gosta de aprender novas línguas. / Ela gosta de aprender novos idiomas.

      Aqui, troca de línguas por idiomas mantém a mesma significação, ou seja, podemos considerá-las sinônimos perfeitos.
 
  • No entanto, em outros contextos, encontraremos substituições que não atingem essa equivalência total de sentido. Nesse caso, ocorre o que se chama de sinônimos imperfeitos:
     
    • Sandra tinha medo de Guilherme a rejeitar. / Sandra tinha receio de Guilherme a rejeitar.
       
    • Nicole adorava as tias. / Nicole amava as tias.

      Medo e receio não são exatamente a mesma coisa, assim como adorar e amar; logo, são sinônimos imperfeitos.
       

Atenção!

Os sinônimos perfeitos são raros. Para que ocorram, deve haver a possibilidade de substituir uma palavra pela outra, em todos os contextos. Mais comuns são os sinônimos imperfeitos, com correspondência de significado parcial.

 

Antonímia

Quando existe relação de significado contrário ou oposto entre o significado de uma palavra e de outra, temos os antônimos. Exemplos:
 
Pedro era egoísta. / Pedro era altruísta.
 
Lívia sempre agia com calma. / Lívia sempre agia com nervosismo.
 
Umberto andava alegre. / Umberto andava triste.
 

Você Sabia?

Existem dicionários específicos para antônimos. Ao contrário dos dicionários convencionais, que definem o significado das palavras, o de antônimos traz uma lista de palavras que possuem o sentido contrário ao da expressão em destaque na busca. 


Polissemia

Por vezes, uma palavra pode adquirir sentidos múltiplos, sentidos específicos a um contexto, o que define a polissemia (poli = vários; semia = sentidos). Não podemos dizer que sejam duas palavras em dois contextos, por exemplo. Na verdade, é uma única palavra com diferentes significados, sentidos. Observe os exemplos a seguir:
 
Olhei o céu e fiquei encantado com a claridade das estrelas. / O dentista disse que meu céu da boca está ferido.
 
A palavra céu adquiriu mais de um sentido, embora se trate da mesma expressão. Isso é polissemia.
 
Eu tenho pena dessas pessoas. / Ele cumprirá pena naquele presídio. / A fantasia era feita de penas.
 
Sem dúvida, a palavra pena é única, mas seus sentidos são múltiplos.
 
Coloquei duas mangas na salada. / Coloquei duas mangas no paletó.
 
Trata-se, evidentemente, da fruta e da parte da roupa, respectivamente.
 
 

Em Resumo

Na Língua Portuguesa, há casos em que uma palavra pode ser substituída por outra, mantendo o sentido – isso é o que se pode chamar de sinônimos. Já quando a palavra trocada possui significado oposto, temos os antônimos. Por fim, nas ocasiões em que uma única palavra tem vários sentidos, observamos a polissemia.
Já é cadastrado? Faça o Login!