Texto: Austrália e Nova Zelândia: Educação, Turismo e Desenvolvimento

Austrália e Nova Zelândia: Educação, Turismo e Desenvolvimento

Devido ao sucesso de desenvolvimento desses dois países, Austrália e Nova Zelândia merecem ser estudadas de forma a compreender melhor os aspectos como educação, turismo e desenvolvimento de duas ex-colônias que se tornaram duas potências mundiais em relação ao índice de desenvolvimento humano. Apesar do número reduzido de população, esses dois países figuram entre os dez países mais desenvolvidos do mundo, sendo exemplo em muitas áreas. 

 

Austrália

A Austrália destaca-se como um dos países mais desenvolvidos do mundo e um dos melhores lugares para morar. A intensa vida, cultura, belezas naturais, turismo, educação e oferta de empregos, tornam-na um atrativo para diversos estudantes que buscam no local não apenas educação de qualidade, mas elementos que agregam conhecimento e experiências.

 

A educação australiana é dividida em níveis fundamental e médio, como no Brasil, além dos cursos técnicos, superiores e de pós-graduação, também semelhante ao sistema de ensino brasileiro. A diferença está na qualidade prestada pelas escolas de educação básica e o incentivo à pesquisa na educação superior. 

 

A educação básica, por exemplo, possui qualidade tanto nas escolas públicas quanto nas escolas privadas, refletindo em um padrão de ensino que não diferencia as escolas pela qualidade, mas por questões de preferência entre onde estudar. Por exemplo: um aluno que estuda na escola pública e outro que estuda na escola privada terão os mesmos padrões educacionais.

 

No ensino superior, a Austrália é referência em diversas áreas, principalmente na pós-graduação (Mestrado e Doutorado). As instituições são, em sua maioria, do governo australiano, mas não são gratuitas. Há, para cidadãos australianos, créditos educativos que permitem que pessoas sem condições financeiras estudem e paguem por seus estudos apenas depois de formadas e empregadas com salários superiores ao patamar de um cidadão comum. 

 

Universidade de Sydney – primeira universidade fundada na Austrália, em 1850

 

O turismo é elevado na Austrália, guiado não somente pelas belezas naturais, mas pelo turismo de negócio, que alavanca a economia nacional, atraindo eventos científicos, comerciais, esportivos, dentre outros.

 

Teatro de Sydney (Sydney Opera House) – um dos pontos turísticos mais visitados de Sydney

 

Pinturas rupestres de aborígenes no Parque Nacional Kakadu – Principal parque da Austrália

 

 De acordo com estudos da Organização Mundial do Comércio, a Austrália está entre os 20 países mais procurados quando o assunto é turismo (em todos os aspectos). Entretanto, a distância geográfica da Austrália em relação a outros países e continentes contribui negativamente para o turismo nacional.

 

Apesar das belezas naturais serem importantes para atrair o turismo, Sydney e Melbourne são as cidades australianas que mais recebem turistas estrangeiros e locais. Os atrativos são muitos e essas duas cidades estão sempre em evidência internacional.

Melbourne – cidade de grande atividade industrial, comercial e de negócios

 

Você Sabia?

Há diversos parques nacionais em todo o território australiano. Eles foram criados para proteger a natureza e as paisagens de diversas áreas do país. Nos locais, é possível conhecer um pouco dos aspectos naturais que formam o país por meio das paisagens impressionantes e animais.

 

Parque Nacional Uluru-Kata Tjuta, um dos maiores ecossistemas terrestres do planeta – no detalhe está o Uluru, ou a Rocha. O parque está localizado no norte do país

 

Nova Zelândia

Apesar do baixo número populacional, a Nova Zelândia destaca-se mundialmente por ser um dos países mais desenvolvidos do mundo, segundo os parâmetros utilizados pela Organização das Nações Unidas. Por meio do IDH, é possível notar que o país está entre os mais desenvolvidos e, por isso, chama a atenção dos demais países do globo terrestre.

 

Auckland – apesar de não ser a capital do país, é a cidade mais importante da Nova Zelândia

 

Assim como ocorre na Austrália, o sistema educacional neozelandês destaca-se pela qualidade reconhecida internacionalmente. A maior parte das escolas são públicas, embora todas apresentem o mesmo nível de qualidade. 

 

Na educação superior, a Nova Zelândia possui locais de ensino que compreendem as universidades, as escolas politécnicas e estabelecimento de formação privada. As universidades estão limitadas a apenas oito instituições. Se considerarmos o tamanho da população e do país, são suficientes para atender seus estudantes. 

 

Uma curiosidade sobre as universidades neozelandesas está no fato de que cada curso, de modo geral, é realizado em uma das universidades. Assim, cada curso está alocado em uma das instituições de ensino superior. Essa forma de organização, por um lado, facilita a concentração de uma determinada área de estudo em uma única universidade. 

 

Universidade de Otago – a mais antiga do país, fundada em 1869

 

Saiba Mais!

Os cursos do ensino superior, como a graduação, o mestrado e o doutorado, realizados na Nova Zelândia são reconhecidos na Austrália, Europa e EUA. O reconhecimento nesses países e continente confere um status importante de qualidade do ensino superior neozelandês e possibilita que seus formandos migrem para essas localidades em busca de experiência e/ou complementação acadêmica. 

 

O turismo na Nova Zelândia é um dos aspectos importantes do país. Dentre os diversos tipos de turismo, destaca-se o turismo natural em virtude das belezas naturais encontradas no país e a diversidade de práticas: desde escaladas em montanhas nevadas à prática de surfe nas praias neozelandesas. Por esse motivo, o país é conhecido como o país dos esportes radicais.

 

Waitomo – região com um conjunto de cavernas na Nova Zelândia

 

Devido à localização geográfica da Nova Zelândia, as estações do ano são bem definidas no país, apresentando um verão que possibilita utilizar as praias para esportes e lazer, e um inverno que abre a temporada de esqui nas montanhas. 

 

Por ano, aproximadamente dois milhões de pessoas visitam a Nova Zelândia, representando cerca de metade da população local. A maioria dos turistas que chegam ao país é movida pelas belezas naturais presentes no território kiwi.  

 

Uma das diversas regiões litorâneas do país

 

Em Resumo

O desenvolvimento da Austrália e da Nova Zelândia está pautado principalmente pela sólida educação de qualidade proporcionada pelos dois países aos seus habitantes. O acesso e a qualidade influenciam no desenvolvimento socioeconômico da região, tornando-os referências na Oceania e no mundo todo. Além disso, o turismo na região possibilita que mais pessoas de outras localidades tenham acesso e conhecimento sobre os países, gerando divisas financeiras importantes. 

Já é cadastrado? Faça o Login!