Texto: Fotografia

Fotografia

Os primeiros registros da fotografia originam-se de 350 a.C., quando o fenômeno da produção de imagens pela passagem de um feixe de luz por um pequeno orifício tornou-se conhecido. Quando a fotografia surgiu, a indústria, com suas máquinas poderosas, parecia ter chegado para dar fim aos problemas. As pessoas passaram a possuir coisas que jamais pensaram em ter. Nesse momento de euforia, a fotografia surgiu como uma promessa mágica de produzir imagens perfeitas. Como num passe de mágica, a fotografia permitiu que qualquer pessoa fosse dona de sua própria imagem. Isto causou uma polêmica, pois antes, só os artistas eram aptos a realizar esse sonho de consumo e, é claro, cobravam muito caro por esse trabalho. A primeira fotografia do mundo foi tirada em 1826 e encontra-se preservada até os dias de hoje.

 

 

As Descobertas de Leonardo da Vinci

Em 1554, Leonardo da Vinci descobriu o princípio da câmera escura, que define que a reflexão da luz por um objeto resulta na projeção fiel de sua imagem dentro de uma câmera escura, caso exista apenas uma entrada para a luz. Após essa descoberta, o processo foi evoluindo e uma lente colocada na passagem de luz otimizou extraordinariamente o aproveitamento da luz, foi colocado um espelho para rebater a imagem na tela e a melhoria do enquadramento também foi possível.

 

 

Nesse ritmo, logo o processo tornou-se mais automático e, em 1816, o francês Nephòre Nièpce, com seus conhecimentos de química, conseguiu formar imagens usando cloreto de prata. Essa experiência foi o ponto de partida para a fotografia, surgindo, então, a combinação entre o filme (chapa foto sensível) e a máquina fotográfica (câmera escura). A partir desse ponto, a técnica fotográfica se aperfeiçoou e evoluiu muito. Em 1860, os primeiros estudos fotográficos surgiram cercados de uma enorme curiosidade. Ao mesmo tempo, surgiram, também, os fotógrafos ambulantes que percorriam o mundo, carregando em carroças seus complicados equipamentos. Em 1867, o físico francês Louis Ducos descobriu a fotografia colorida, o que novamente causou grande comoção. 

 

 

O Processo Fotográfico

O processo pelo qual obtemos a fotografia é dividido em três etapas:

 

  • Processo óptico: Nesse processo, os raios luminosos percorrem uma linha reta, fazendo com que a luz originada de certo objeto, ao passar por um pequeno orifício e projetar-se no anteparo oposto, assuma várias características: a imagem é formada de cima para baixo, de forma muito suave.
 
  • Processo físico/químico: Os filmes e papéis fotográficos possuem, em sua composição, uma emulsão formada por sais de prata, e quando expostos à luz, gravam a imagem, originando o negativo que será utilizado para a confecção da imagem positiva.
 
  • Processo químico: Enquanto o papel fotográfico encontra-se virgem, ou seja, enquanto não recebeu luz, ele está apto a ser processado. Depois de sua exposição à luz, ele passa a possuir uma imagem que deve ser processada para que o processo de revelação aconteça. Depois da revelação, o material não é mais sensível à luz.
  •  

 

Em Resumo

A fotografia, como todas as outras linguagens artísticas, é uma forma de expressão humana. O homem pode manipular seus elementos por meio de seus estudos, sua intuição e sua criatividade. A luz é um fator indispensável à fotografia e influi diretamente em seu resultado, pois influencia de forma decisiva o desenho e a textura. A altura e a direção da luz influenciam grandemente essa arte, uma vez que dependendo da posição da luz da fonte luminosa, o objeto fotografado terá suas faces envoltas em sombra ou luz.      

Vamos Praticar?
Já é cadastrado? Faça o Login!